Home Office, uma tendência no Brasil?

Uma tendência já existente que se põe à prova para o costume no Brasil.

O Home Office é um modelo criado já algum tempo por inúmeros países. E pode-se afirmar que esse estilo foi implementado com grande êxito, inicialmente pelas empresas multinacionais, inclusive por sedes e filiais brasileiras.

Com a crise pandêmica mundial, esse estilo de trabalho veio para ficar.

O desafio do Brasil é saber utilizar a ferramenta de forma a contribuir para um trabalho produtivo com tantos desafios que exige trabalhar em casa.

Empresas de pequeno porte estão tendo de se adaptar a essa nova realidade.
A Sobratt, Sociedade Brasileira de Teletrabalho e Teleatividades, possui dados bastante relevantes e otimistas em relação ao trabalho remoto.

São eles:

● 70% das empresas optantes pelo Home Office disseram que querem aumentar a qualidade de vida dos colaboradores;

● 60% tem como foco a melhora na mobilidade urbana, devido à redução de pessoas em deslocamento nas ruas todos os dias;

● 36% busca reduzir custos na sede física da empresa, já que, com o Home Office, há menos colaboradores consumindo recursos, como energia e água.

O cenário é otimista sobre inúmeros aspectos. A crise do Coronavírus acelerou uma tendência e vem se moldando a essa nova perspectiva.

O Home Office veio para ficar. Ainda há um longo caminho para o Brasil se adaptar por completo a essa nova realidade. Contudo, a expectativa é que essa nova forma de trabalho seja mais produtiva tanto para o trabalhador quanto para a as empresas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *