gestao-de-conflitos-sindico

Gestão de conflitos: confira o que um síndico de sucesso precisa saber!

Saiba tudo o que você precisa fazer para ser um ótimo síndico na gestão de conflitos.

As pessoas têm perdido a paciência cada vez mais, seja em um jogo de futebol ou em um debate político, elas estão sempre à postos para um conflito. Em um condomínio a situação não é diferente e, às vezes, é até pior. Seja por irritação com algum projeto que a maioria votou a favor ou contra nas reuniões, ou um carro na garagem errada, algumas sempre estão conflitantes com algo. Mas como ser um bom síndico e conseguir evitar esses conflitos dentro do condomínio? Aprenda, nesse post, o que você precisa saber para ser um bom síndico na gestão de conflitos!

Saiba ouvir e esteja presente

Reclamações. Sempre alguém tem alguma reclamação ou sugestão a fazer, e elas vêm de todos os lados do condomínio. Por isso, é sempre bom saber ouvir os seus condôminos e, caso ele tenha um problema que dê para resolver, resolva!

É sempre bom também comparecer a todas as reuniões. Um bom gestor precisa ser visto por seus condôminos e mostrar que, caso precisem de alguma coisa, podem falar com você. Isso os deixará mais seguros na hora que forem sugerir ou pedir algo a você.

Toda história tem dois lados

Há um conflito entre os moradores e eles levaram este conflito até você? É importante, na hora que você for ouvir o que aconteceu, ser imparcial e entender os dois lados da história para tomar a atitude certa quanto a esse conflito. Um bom síndico na gestão de conflitos, além de saber ouvir, tenta entender os dois lados da história, sendo totalmente imparcial. Isso fará com que seus condôminos passem a te respeitar ainda mais e verão, em você, uma figura de gestor ainda maior.

Transparência é tudo

Sabe aquela ideia de colocar uma portaria virtual que você está com ela há algum tempo em sua cabeça? Então, faça uma reunião e leve essa ideia para os seus condôminos, ouça suas opiniões acerca da implementação e seja transparente com tudo que for querer mudar no condomínio. Tenho certeza que com uma boa transparência sobre os assuntos do condomínio, eles ficarão muito mais satisfeitos e, consequentemente, vão aprovar ainda mais seus projetos, pois saberão que como você está sendo bem transparente com eles, quer o melhor para o condomínio e para os seus condôminos.

Evitando que projetos sejam implementados sem o consentimento de seus moradores, a transparência ajuda ainda mais o síndico na gestão de conflitos.

Fofoca é perigosa. Fuja delas!

Algo que há e sempre vai haver em condomínios ou em qualquer lugar que more ou esteja muitas pessoas perto, é a fofoca. Elas sempre estarão presentes, seja do filho da dona Clotilde que se assumiu gay, ou do Joãozinho que fica levando garotas para a casa enquanto sua mãe está trabalhando. Sempre vai haver esse tipo de fofoca e o melhor a se fazer é evitá-las. Se a dona Maria vier contar algo, pede a ela para não contar e, caso ela seja uma senhorinha de setenta anos que gosta muito de conversar, finge que ouviu, mas deixe que “entre por um ouvido e saia pelo outro”. Fofocas são prejudiciais para um síndico, pois, quando ela chegar até a pessoa fofocada, ela vai descobrir de todos que sabiam e fofocaram e, mesmo que você não conte a ninguém, sobrará para você também!

Para ser um síndico de sucesso na gestão de conflitos é muito importante que se evite fofocas, até para não te influenciar na hora de buscar apaziguar um conflito e precisar buscar imparcialidade.

Tudo tem que ter regras. Deixe isso claro!

As regras estão presentes em todo o nosso cotidiano, seja em um local de trabalho ou em casa, elas são necessárias para o nosso convívio em sociedade e precisa deixá-las claras para os seus condôminos para ser um bom síndico na gestão de conflitos. Você deixando as regras claras, os moradores do seu condomínio entenderão o que eles podem ou não fazer, e isso fará com que eles te vejam como um melhor gestor, não só de conflitos, como de condomínio também.

Caso a situação conflitante estiver maior do que o esperado e você não conseguir resolver sozinho, há diversas empresas que oferecem serviços de assessorias para síndicos e os ajudam a gerenciam o condomínio de uma forma mais adequada para não haver conflitos entre os moradores ou entre os próprios funcionários.

Equipe Mafra e Salgado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *