porteiro-eletronico

Entenda o que é um Porteiro eletrônico e seus benefícios!

Os sistemas de portarias virtuais estão cada vez mais em alta nos condomínios, mas tudo isso começou com base nos porteiros eletrônicos. Saiba mais sobre essa tecnologia! 

Diante dos altos custos da implantação de uma portaria, muitos condomínios têm procurado alternativas para economizar e, ainda assim, ter um bom sistema de segurança que uma portaria comum pode oferecer, ou melhor, e chegaram ao que conhecemos como porteiros eletrônicos, mas você sabe como eles funcionam? 

Porteiro eletrônico: O que é e como funciona? 

O porteiro eletrônico é um sistema de segurança que as pessoas estão adotando cada vez mais dentro de seus condomínios, casas ou estabelecimentos comerciais. Essa medida de segurança consiste em instalar uma fechadura eletrônica, ligada ao interfone que fica dentro da casa da pessoa, ou em caso de condomínios, a vários interfones instalados dentro da casa ou apartamento de cada um de seus condôminos. Além da fechadura, o sistema de porteiro eletrônico também vem com um dispositivo, com microfone embutido, acompanhado de vários botões, que também são ligados aos interfones dentro das casas ou apartamentos.

Quando um visitante chega ao local e aperta um dos botões do dispositivo, em caso de condomínios, é transferido imediatamente para o interfone ligado ao botão que ele apertou. O morador atende e a visita se identifica e, logo após o morador aprovar, ele pode apertar um botão no interfone que abrirá a fechadura eletrônica para o visitante entrar.

Porteiro eletrônico com câmeras  

Há diversos tipos de porteiros eletrônicos, os mais comuns são a base apenas do interfone, devendo a visita fazer a identificação por voz, mas com tantas pessoas se passando por outras, os moradores estão preferindo sistemas que também venham acompanhados por câmeras.

As câmeras estão sendo de grande auxilio para esse tipo de sistema, pois, com elas, além de o morador conversar com a visita pelo interfone, ele poderá vê-la e identificar se ela está ou não se passando por algum conhecido dele.

Esse tipo de porteiro eletrônico funciona quase da mesma forma que o comum, mas, além de vir o interfone, esses dispositivos vêm acompanhados de câmeras que são ligadas a um monitor ou uma televisão na casa do morador, onde ele pode acessar e ver quem está a sua espera no portão.

Evolução do porteiro eletrônico

Vendo que a segurança precisava cada vez mais ser aumentada e sabendo que porteiro eletrônico estava ajudando – e muito – nesse quesito, as empresas de gestão de condomínios começaram a buscar maneiras de aprimorá-los e desenvolveram uma tecnologia da qual chamamos de portaria autônoma.

Portarias Autônomas

As portarias autônomas aplicaram o mesmo conceito de porteiros eletrônicos, mas de uma forma aprimorada.

Com ela, uma empresa de gestão de condomínios gerencia toda a parte de segurança, chamando, inclusive, a emergência, caso necessário, mas, diferente das portarias virtuais remotas, elas também dão o controle da abertura do portão para os funcionários e usuários cadastrados, podendo eles, inclusive, monitorar a portaria através de um aplicativo, oferecido pela própria empresa, no celular.

Além disso, caso a visita chegue ao condomínio e o morador que ela visitará não atenda o interfone ou não abra para ela, a ligação será transferida diretamente para a equipe especializada da empresa, que informará os motivos que levaram a pessoa a não atender, como não estar na residência no momento, por exemplo.

Benefícios do porteiro eletrônico e da portaria autônoma

As portarias autônomas e os porteiros eletrônicos, quando implantados, ajudarão na redução dos custos dos condomínios e, ainda assim, trará a melhor segurança para oferecer aos seus condôminos.

Outras portarias virtuais

Além das portarias autônomas, as empresas de gestão de condomínios desenvolveram outros sistemas como a portaria remota, em que o serviço de atendimento, automação dos portões, segurança, entre outros, ficam por conta da empresa contratada, e as portarias híbridas, onde mescla o atendimento do porteiro no local em horários de pico ou maior fluxo de pessoas com o serviço de portaria remota ou autônoma, da qual fica a escolha do condomínio escolher na hora de contratar.   

Equipe Mafra & Salgado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *