empresa-de-gestao-de-condominio

7 dicas de como escolher a melhor empresa de gestão de condomínios!

Para ter uma boa gestão em seu condomínio, é importante que você escolha uma empresa referência no mercado e satisfaça as suas e as necessidades de seus condôminos.

Você percebeu que a melhor alternativa para manter o seu condomínio mais seguro e reduzir seus custos é a contratação de uma empresa de gestão de condomínios, mas, diante de tantas opções, como escolher a melhor gestora que saberá gerenciá-lo adequadamente? É nisso que te ajudaremos no post de hoje. Confira 7 dicas essenciais para escolher a melhor empresa de gestão de condomínios!

1 – Quais serviços a empresa de gestão de condomínios oferecerá?

O principal serviço, e mais utilizado, é o de Síndico de empreendimentos. Como pessoa jurídica, ela assume toda responsabilidade civil e criminal conforme o novo código civil exige. Além disso, é muito comum serem contratados como assessores a outros síndicos auxiliando na organização, gestão de pessoas e financeiro, maximizando os resultados na busca de mais qualidade e transparência, aplicando ferramentas de Gestão Estratégica nas busca de resultados por meio de objetivos com metas bem elaboradas e concretas.

2 – Conheça o feedback da empresa

Depois de saber quais serviços que a empresa de gestão de condomínios prestará para você, é importante conhecer um pouco mais sobre ela. Por isso, recomendamos que você analise todos os clientes que essa gestora possui e como foi ou está sendo a experiência deles na contratação dessa empresa.

Escolher uma gestora com bastante cliente satisfeito em seu portfólio e que seja referência em sua região ajudará a ter uma melhor experiência na contratação e você, provavelmente, estará muito mais satisfeito com o serviço.

3 – Melhor custo-benefício

Ter um ótimo custo na prestação do serviço é muito importante, pois é no preço que você verá o quão vantajoso será a contratação de uma empresa de gestão de condomínios. Mas lembre-se, escolha uma empresa que tenha melhor custo-benefício, pois uma empresa com um valor muito mais alto do que a média cobrada é ruim, mas um valor muito mais baixo também é, pois, como diz aquele velho ditado, adaptado por nós: “O barato demais, pode sair ainda mais caro”

Para analisar os valores, é importante saber qual é o preço médio cobrado no mercado e se os benefícios que você obterá na contratação condizem com o seu valor. Escolha uma empresa de gestão de condomínios que tenha ótimo custo-benefício e ferramentas de qualidade.

4 – Analise o suporte da empresa de gestão de condomínios

Sempre precisará, em alguma hora, do suporte da empresa de gestão de condomínios. Por isso, antes de contratá-la, é sempre bom analisar como será o seu suporte e se ela possui níveis de governança como ferramentas de gestão, tanto quantitativa como qualitativa; realiza treinamentos constantes de equipe; se possui um planejamento operacional em caso de manutenção ou troca de equipamento, e controles de tarefas, para que a equipe esteja sempre alinhada com os objetivos versus o tempo de resposta para soluções.

5 – Entenda a diferença entre a Administradora de condomínio e a Gestão de Condomínios (Síndico)

É muito comum, nos ambientes condominiais, as pessoas terem dúvidas sobre os papéis de cada um desses representantes.

Uma Administradora de Condomínio é responsável pela administração burocrática das demandas condominiais tais como a contabilidade, a emissão de boletos, folha de pagamento, retenção de impostos, organização das informações de prestação de contas, cotações de compra de materiais e serviços, relatório financeiros e auxílio sobre as inadimplências por meio de cobranças em conjunto do seu corpo jurídico.

Gestão de Condomínios é basicamente o trabalho que, de fato, é do síndico. As duas figuras são as mesmas, com a diferença que a primeira é normalmente uma empresa jurídica. Ambos são a gestão estratégica do condomínio. São responsáveis por traçar as diretrizes anuais (orçamentárias e projetos), organizar as tarefas diárias e periódicas dos funcionários, traçar planos de ação, possuem responsabilidade civil e criminal, admissão e contratação de equipe, convoca assembleias e gerencia conflitos, quando houver.

Resumindo, o administrador de condomínios é o Facilitador e o gestor de condomínios ou síndico é Tomador de Decisões.

6 – Leia bem o contrato

Quando for assinar o contrato com a empresa de gestão de condomínios, é importante lê-lo com atenção, afinal, você está firmando um acordo em que remunerará uma gestora que prestará serviços para o seu condomínio.

Esteja sempre atento às cláusulas contratuais, elas devem detalhar muito bem o serviço que está contratando e terá que prestar bastante atenção, principalmente, em cláusulas que falam sobre multas rescisórias e as obrigações da empresa com o seu condomínio.

7 – Analise as ferramentas que serão implantadas

Você quer a melhor segurança e comodidade para o seu condomínio, certo? Então, é importante que você saiba sobre as ferramentas que serão implantadas. Se elas realmente trarão mais segurança, qualidade e transparência para os seus condôminos.

Dica bônus – Saiba os diferenciais da empresa de gestão de condomínios

Existem muitas gestoras de condomínios, mas nem todas elas são iguais. Busque sempre um diferencial na hora de escolher uma empresa de gestão de condomínios.

Com padrões de governança corporativa previstas na prestação de serviços de condomínios, o seus grandes diferenciais são a implantação de equipe especializada, assessoria para síndicos, padronização dos trabalhos, software  de gerenciamento operacional, e treinamentos mensais, valorizando os profissionais e trazendo, como resultado, uma  gestão de excelência e sucesso.

A Mafra & Salgado, empresa de gestão de condomínios de Ribeirão Preto, é referência no serviço em sua região por Conectar Pessoas, resgatar o sentimento de Pertencimento e Bem-estar.  Confira nossos serviços!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *